18 abril, 2007

O silêncio em forma de carícia

Aguarela 24 x 32

Hoje não te deixo palavras...

Hoje não te deixo palavras.
É demasiado breve a eternidade das sílabas
e o olhar é como o sonho antes de acontecer…
Deixo-te o silêncio em forma de carícia,
os contornos de um beijo
na tua pele despida quase como seda.

Sacia o silêncio
com a voz das tuas loucuras mais secretas
e dissolve-te comigo no grito incontido na alma…

Albino Santos

16 abril, 2007