09 fevereiro, 2007

Metamorfose

Acrilico s/tela 60X60 Tela vendida


Metamorfose

És um ser alado
Que a nada se prende
Em tudo se move
Na brisa suave
Tu és bailarina
Vacilante e frágil
Nas asas do vento
Tornas-te felina
Imprevista e ágil
No azul do céu
Viras fantasia
Derramas ternura
Nas asas do sonho
Tu és poesia
Tu és aventura
Mas tudo se prende
E nada se move
Num tempo sem fim
No preciso instante
Em que vens serena
Bela e fulgurante
E poisas em mim…

Albino Santos


Muito Obrigada Al, meu poeta e meu amigo!...

13 comentários:

Menina_marota disse...

Digno de enfeitar um conto, daqueles que lia em criança!

Uma beleza! Parabéns.

Grata por toda esta imensa partilha.

Um abraço ;)

António Caeiro disse...

Lindo!

Alex disse...

Encontrar 2 amigos de longa data assim unidos entre a cor e a palavra deixa-me maravilhada.

Que saudades de um poema do Al.
Encantada Margusta.

Parabéns !

TMara disse...

Minha "crida" margusta, há mtº k por cá (nem por qq lado) ando/venho. Foi um prazer redobrado para os sentidos. Algo aconteceu e foi um algo bom. A tua técnica apurou-se OU soltaste-te.
Estes últimos trabalhos denotam um crescimento muito grande e se já eram belas as coisas k fazias agora são-no mtº + e estou certa k continuara´
s a crescer. Obrigada por estas belezas cheias se simbologias k nos ofertas. Estes últimos são fascinantes. As tuas paisagens têm agor aum brilho interior mtº forte e a tua "noite iluminada(ou colorida? desculpa o esquecimento)é um trabaho de garande riqueza e estéticamente muito belo.

Um afectuoso bj e k toda esta luz interior continue a irradiar e a amaciar teu caminhar.

Luna disse...

Tambem tinha saudades dos poelas do Al,que tranquilidade há nas suas palavras
jinhos

bom dia isabel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
bom dia isabel disse...

Amigo

Maior que o pensamento
Por essa estrada amigo vem
Não percas tempo que o vento
É meu amigo também


Em terras
Em todas as fronteiras
Seja benvindo
quem vier por bem
Se alguém houver que não queira
Trá-lo contigo também



Aqueles
Aqueles que ficaram
(Em toda a parte todo o mundo tem)
Em sonhos me visitaram
Traz outro amigo também


ZECA AFONSO

Deixo-te este poema que ilustra bem o que é a amizade.
Dois amigos, Margusta e Albino Santos, dois artistas, numa simbiose perfeita. A amizade profunda tem destas coisas Margusta. Os amigos conseguem conciliar o pensamento e a arte desta forma tão estreita e singular.
Para ambos, desejo a maior felicidade, o maior sucesso na pintura e na poesia. Afinal, uma e outra vivem lado a lado. E vós demonstraste-o bem. De forma exímia.
Beijinhos

p.s. Agradeço os teus emails. A tua exposição será visitada logo que aqui a anuncies

bom dia isabel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
dulce disse...

A simbiose perfeita entre as palavras e a tela.
Um beijo para ti e um abraço para o Al

ernesto disse...

Olá...
Já te disse um dia destes, mas volto a afirmá-lo:
Tens aqui trabalhos lindos!
Parabéns.

mixtu disse...

lindo, o poema e a tela...

besitos

Isa&Luis disse...

Olá amiga linda,

Passear pelas tuas pinturas é simplesmente dar alegria aos meus olhos que belas telas admiram.

Gostei muito!

Beijinhos muitos para ti

Isa

TMara disse...

Margusta, diz-me:este quadroi ainda está à venda? Quanto?
Manda dizer por email.
Obrigada. Bjocas, amigas